quarta-feira, 31 de maio de 2017

AEVP sofre mal súbito e colide VTR com poste em Franco da Rocha-SP.


Segundo informações de alguns colegas AEVPs, uma VTR que estava escoltando presos para o Fórum em Franco da Rocha colidiu com um poste após o motorista sofrer um mal súbito, segundo esses colegas ainda, dois agentes tiveram apenas escoriações leves, os quatro agentes que estavam na VTR fizeram exames no HE de Franco e  não foi constatado nada sério.












20 comentários:

  1. coitado, vai vir no seu holerite uma hilux e um poste pra pagar . aumento que é bom nada!

    ResponderExcluir
  2. O Estado ainda vai querer cobrar o prejuízo da VTR.

    ResponderExcluir
  3. Também com esse plano de saúde dos servidores publicos que nós temos! Qualquer um pode ser acometido por um mal súbito. Ou estão há horas sem comer, pois o vale coxinha acabou, ficar 10 , 15 horas em pé em audiência haja preparo físico.

    ResponderExcluir
  4. será que o motorista da vtr vai arcar com todas essas despesas? por favor, para meu esclarecimento o que diz a legislação vigente em caso de acidente em serviço? por favor só responda quem realmente entende do assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Processo será aberto pois ouve danos ao estado o processo será analisado e julgado na pge. . Concerteza provando que foi um mal subitô ... com várias situações que os agentes passam na escoltá .. tudo alinhadinho não paga só da dor de cabeça .. trabalho difícil... muitas horas de trabalho direto ... ainda tem os guerreiros que fazem trocas ... são muitos fatores que podem levar qualquer um a ter uma situação de perca do sinal vital ... e acontecer um acidente principalmente o motorista da vtr. . Boa sorte aos guerreiros e que Deus os proteja

      Excluir
  5. Bom a uns dias atrás, o STF, deu causa ganha a um PM sobre isso, abrindo assim a jurisprudência, o mesmo disse que "quem deve assumir o risco e o estado, o motorista em questão já leva prejuízo colocando sua vida em risco sem ganhar nada a mais por isso"

    ResponderExcluir
  6. Cachimblema ( cachaça , chifre e problema )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo, voce deve sofrer deste "problema", vai amolar seu "chifre" no esmeril.

      Excluir
  7. Não teve dolo (intenção), nem culpa (agir com negligencia, imprudência ou imperícia)

    Foi por circunstância alheia à vontade do agente, ele passou mal.

    Ressarcimento ao Estado só ocorreria se comprovasse dolo ou culpa.

    Agora ele tem que ter um bom advogado para provar. Porque o Estado vai cair matando. Vai ter apuração preliminar, e podem sugerir (armadilha) pra ele para que não tenha tal apuração, que ele pague tudo.



    ResponderExcluir
  8. Meu eu moro em Franco e vi a VTR toda zuada...hollerit...vai ficar pesado

    ResponderExcluir
  9. Os companheiros estão certos, não seria nenhuma surpresa o estado cobrar a vtr, o poste e por aí vai, agora se preocupar com a saúde do servidor e o bem estar aí o estado vira as costas

    ResponderExcluir
  10. Até hoje não vi SAP cobrar de nenhum AEVP da escolta a vtr no holerite,estão falando merda sem saber. E sim eles fazem somente a pergunta se o agente quer pagar, somente pagaram quem quis, nesta parte a SAP é certa. E as vtrs tem seguro p quem não sabe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que o pagamento do seguro está em dia?
      A SAP é certa em ferrar o funcionário...isso sim.

      Excluir
  11. É lamentável o ocorrido com o nosso amigo, mas com o trabalho nosso, estamos todos à mercê de um fato desses. Parece que não, mas é muita adrenalina o trabalho que exercemos.

    ResponderExcluir
  12. Tenho notado que algumas equipes de Escolta estão fazendo de tudo para finalizar o Serviço o mais tarde possível e consequentemente acumular horas no Banco de Horas. Resultado: Poucas horas de sono,má alimentação, estresse excessivo entre outros. Somando tudo isso, fica fácil entender porque estão acontecendo tantos acidentes envolvendo Aevps....

    ResponderExcluir
  13. É causa ganha mesmo...
    Esse amigo pode fc tranquilo.
    Essa situação que trabalhamos é desproporcional a saude de qualquer um ,com carga horaria terrivel.

    ResponderExcluir
  14. no meio do caminho havia um poste, havia um poste no meio do caminho, tai o mau súbito...

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.