segunda-feira, 24 de julho de 2017

Rebelião hoje, 24/07, em CDP paulista.

Além da matéria do G1 postado abaixo, muitos colegas enviaram fotos e mensagens sobre a rebelião ocorrida hoje em 2 raios do CDP I de Pinheiros , segundo esses colegas ainda, tem um agente penitenciário ferido e o GIR já invadiu e controlou a situação.

Aguardamos notícias sobre o ASP, se está bem fisicamente, já que psicologicamente não tem como ficar bem.








Presos colocam fogo em colchões durante rebelião no Cadeião de Pinheiros
No local ficam detentos provisórios, ainda sem condenação, na capital paulista. Unidade abriga 1.383 presos, enquanto sua capacidade é de 521.
Por G1 SP
24/07/2017 12h34 Atualizado há 35 minutos
Presos do Centro de Detenção Provisória de Pinheiros (SP) fazem rebelião

Presos colocaram fogo em colchões no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, os detentos iniciaram uma rebelião no presídio onde ficam os detentos provisórios, ainda sem condenação, na capital paulista.




Quatro equipes do Corpo de Bombeiros foram enviadas para lá e controlaram o fogo. Imagens aéreas do GloboCop mostraram os presos jogando colchões e camisetas no fogo, que atingiu dois pátios.
Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária informou que "presos do Centro de Detenção provisória de Pinheiros I se envolveram em uma ato de indisciplina, ateando fogo em colchões". Às 13h20 os detentos tinham sido levados para um dos pátios e foram contados.

Presos ficam reunidos em pátio após rebelião (Foto: Reprodução/TV Globo) 
Policiais e integrantes do Grupo de Intervenção Rápida (GIR), compostos por agentes da SAP, foram acionados. Segundo a pasta, o grupo "entrou na unidade para restabelecer a ordem". "Não há reféns e por enquanto não há informações de feridos", completa o comunicado.
O CDP fica ao lado da Marginal Pinheiros. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a pista local foi bloqueada por causa do incêndio. A PM informa que foi feito um cerco no local e não havia o registro de fugas.
O CDP Pinheiros I está superlotado. Dados do site da SAP indicam que a unidade abriga 1.383 detentos, enquanto sua capacidade é de 521. Ou seja, o CDP I opera 165,5% acima do normal.


Homem joga colchão em direção ao fogo no cadeião de Pinheiros (Foto: Reprodução/TV Globo)
Transferências em janeiro
Em janeiro, o governo de São Paulo transferiu 70 detentos de facções rivais ao Primeiro Comando da Capital (PCC), que lidera o comércio de drogas no estado. A medida teve como objetivo evitar possíveis conflitos, segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).
A determinação foi dada pelo titular da pasta, Lourival Gomes, e ocorreu após rebeliões no Amazonas e em Roraima deixarem diversos mortos. Os assassinatos ocorreram devido à disputa entre e o PCC e a facção rival carioca, Comando Vermelho (CV), pelo controle dos presídios e do tráfico de drogas no país.

Cadeião de Pinheiros pega fogo (Foto: Reprodução/TV Globo) 




Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.