segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Pronunciamento do Presidente da Fenaspen sobre a falácia do Ministro Carlos Marun, "criado" do deputado presidiário Eduardo Cunha.

Se você discorda ou não, ok. O que não pode é haver inverdades por parte do governo, que geralmente tem muito mais acesso a imprensa escrita, televisiva e falada.

Assista ao vídeo abaixo da publicidade a partir dos 20 segundos e relembre o momento  que um agente penitenciário devolveu uma granada de efeito moral que foi lançada contra o mesmo em um dos corredores da Câmara Federal, vídeo que é um dos orgulhos de ser agente penitenciário:




Clique no player e assista:



Veja algumas postagens sobre o protesto dos agentes penitenciários em Brasília:

VÍDEO: Imagens mostram momento em que agentes penitenciários invadem a Câmara.

Em protesto contra reforma da Previdência, agentes penitenciários invadem Ministério da Justiça




Fenaspen é  a Federação Sindical Nacional dos Servidores Penitenciários. No estado de São Paulo apenas o Sifuspesp é filiado.




Veja a publicação do pronunciamento do Presidente da Fenaspen: 

Fonte: http://www.cspb.org.br/fullnews.php?id=20297_fenaspen-repudia-declara-es-de-marun-e-mant-m-posicionamento-firme-contra-a-reforma-da-previd-ncia.html#.Woq9uwjFe-c.facebook

Fenaspen repudia declarações de Marun e mantém posicionamento firme contra reforma da Previdência
Hoje, 07:48:47


Presidente da entidade sindical, Fernando Anunciação, compartilhou comunicado denunciando assédio da Casa Civil para que a categoria apoie a chamada "reforma" da Previdência.
Fenaspen repudia declarações de Marun e mantém posicionamento firme contra reforma da Previdência
Hoje, 07:48:47


Presidente da entidade sindical, Fernando Anunciação, compartilhou comunicado denunciando assédio da Casa Civil para que a categoria apoie a chamada "reforma" da Previdência.






Boa noite pessoal!


Aqui quem vos fala é Fernando Anunciação, diretor da CSPB e presidente da Fenaspen (Federação Sindical Nacional dos Servidores Penitenciários), também sou presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado do Mato Grosso do Sul - NCST/MS. Preciso informar o que vem ocorrendo conosco, agentes, em relação a "reforma" da Previdência:

- O Governo vem jogando com nossa categoria desde abril do ano passado, tivemos que radicalizar no mês de maio ocupando o Ministério da Justiça por mais de 6 horas e também ocupamos o plenário da comissão especial, onde estavam votando o relatório final da "reforma". Fatos que todos acompanharam pela imprensa.

Somos contra essa "reforma", que fique bem claro, mas o governo vem tratando os iguais com desigualdade. No texto que apresentaram, eles têm dado um tratamento diferente às carreiras policiais merecidamente, e nós, agentes, estamos ficando de fora desse tratamento.

Na quarta-feira, dia 7 de fevereiro, recebi ligação do ministro Carlos Marun, onde ele procurava apoiadores para a "reforma" caso fossemos inseridos na proposta com o mesmo tratamento que estavam dando aos demais policiais.

Respondi que não apoiariamos!

O Ministro insistiu e convidou-me para uma reunião para tratarmos do assunto.

Fui surpreendido com todo o ocorrido, assim, em minutos!

Procurei me aconselhar com os nossos diretores e, principalmente, com o nosso presidente, João Domingos. Acabei indo ao Palácio do Planalto onde participei por mais de 3 horas de varias reuniões com o Ministro Marun e assessores da Presidência da Republica. Pediram para que esclarecêssemos o apoio à PEC 287 em troca da nossa possível inclusão no texto junto às demais categorias policiais. Fomos firmes e não declaramos esse apoio e continuamos sendo assediados deliberadamente pela cúpula da Casa Civil.

Mesmo com o nosso posicionamento contra a "reforma", hoje (17/02) o Ministro Marun, fez uma entrevista dizendo que declaramos apoio à "reforma".

Estão jogando pesado, pedindo apoio para todas as entidades, oferecendo tratamento diferenciado.

Estamos firmes no combate à esta "reforma" maldita!

Segue o ofício que enviamos solicitando tratamento igual às demais forças de Segurança do Brasil.












15 comentários:

  1. Incluindo ou não os agentes, essa reforma é ruim para o país, só beneficia as grandes empresas e os mais ricos que não dependem da previdência.

    ResponderExcluir
  2. todos juntos contra essa reforma maldita...

    ResponderExcluir
  3. Na verdade, os sindicatos só vai apoiar a reforma da previdência, se o governo criar um outro imposto sindical, essa é a verdade. Leia o texto acima, que fala se o.sindicato apoiar a reforma eles coloca nos ASP na aposentadoria especial, que nem a polícia militar, e coloca a PEC para votar. Aí vem a pergunta qual é a dificuldade em apoiar a reforma, há anos existe essa troca, me ajuda que te ajudo. Não entendi a colocação desse senhor do sindicato. Qual seria o.real motivo do sindicatos. A PEC nossa ou a contribuição sindical. Fica a pergunta.....

    ResponderExcluir
  4. Primeiro tem que se votar a nossa PEC e ser aprovada, depois ouvimos o que eles tem a dizer.

    ResponderExcluir
  5. Esse ano não tem mais votação de pec prq sob intervenção não se aprova mudanças deste tipo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse ano tem eleições. Excelente oportunidade de tirar toda a corja que ocupo Brasília.

      Excluir
  6. O comando do leste,tinha que mandar as tropas para o planalto central, intervenção militar já,mas parece que também é pau mandado da totalidade de partidos esquerdistas(todos sem exceção) mídia maldita, governantes malditos, estamos refens da bandidagem!!!

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde!
    Segundo notícia divulgada no G1 o STF esclareceu que durante uma intervenção militar as PECs podem até ser votadas, mas não promulgadas. Intervenção que se impõem aos comandos das polícias civil, militar e secretária de administração penitenciária do RJ. Será que não seria hora de intervir também na SAP - SP?

    ResponderExcluir
  8. Lamentavel prezados, como bem articulado a pec p.penal volta para o fim da fila.

    ResponderExcluir
  9. * 09 DE MAIO 2018: Data final para o eleitor solicitar a inscrição ou alterar o título de eleitor, transferir o domicílio eleitoral, regularizar a situação.

    Pessoal vamos votar nas eleições de 07.10 e 28.10 não vamos justificar. Vamos pedir para nossos familiares, amigos, colegas etc... fazerem o mesmo. Transfira seu título para onde vc. vai estar nos dias de eleição.

    ResponderExcluir
  10. Mais 1 ano sem aprovação da PEC ..... concordo com o irmão.... primeiro aprova a PEC polícia penal e depois até podemos escuta....

    ResponderExcluir
  11. Recomendo que os representantes dos Sindicatos levem equipamentos de audio e video nestas reunioes para gravar as conversas. Gravem eventuais conversas via fone. Disponibilizem as gravaçoes na integra. Evidente que temos nosso posicionamento, mas é inadmissivel sermos usados como moeda de troca. Esta reforma nao afeta somente a nós, mas a toda coletividade. O problema nao é só a diferença, que de fato existe, entre a aposentadoria do funcionalismo publico (especialmente de agentes politicos) em relaçao a iniciativa privada. O problema maior do Brasil é a corrupçao, a malversaçao do dinheiro publico. Usa-se o dinheiro em proveito proprio, quando deveria usa-lo em proveito dos que pagam tributos e teem direito a saude, educaçao, segurança, e a uma aposentadoria, dignos. emanuel

    ResponderExcluir
  12. ESPERAR OQUE DESTE TAL MARUM? OQUE ELE FAZ NA POLÍTICA É REPUDIANTE.

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.