sexta-feira, 2 de março de 2018

CPI recebe secretário de Administração Penitenciária e presidente da OAB paulista


Fonte: Diário Oficial Legislativo de hoje.
CPI recebe secretário de Administração
Penitenciária e presidente da OAB paulista
Leonardo Battani
Foto: Carol Jacob




Os membros da Comissão
Parlamentar de Inquérito (CPI)
que investiga o Conselho Estadual
dos Direitos da Pessoa Humana
(Condepe) e a Operação Ethos
ouviram, na última quartafeira
(28/2), o presidente da
Seccional Paulista da Ordem dos
Advogados do Brasil (OAB/SP)
Marcos da Costa e o secretário
da Administração Penitenciária
do Estado Lourival Gomes.
A CPI Operação Ethos/
Condepe tem como objetivo
investigar o envolvimento de
participantes do Condepe com
o crime organizado. No ano
passado, o ex-vice-presidente da
instituição Luiz Carlos dos Santos
foi preso e condenado a 16 anos de
prisão por fazer parte do Primeiro
Comando da Capital (PCC).
Para Lourival Gomes, Luiz
Carlos era o porta-voz dos
criminosos e era quem sugeria
a implantação de métodos que
resultavam na denúncia de
presídios por violação de direitos
humanos. “Ele orientava os presos
a reduzirem a alimentação nas
cumbucas para dizer que não os
alimentávamos, ou a espalharem
lixo para reclamar da falta de
higiene”, comentou.
Marcos da Costa destacou o
trabalho ético da instituição. “Toda
denúncia que chega à Ordem é
investigada dentro dos preceitos
e processos legais. Caso algo seja
constatado, o profissional é punido”,
disse. No entanto, com base no sigilo,
o presidente não comentou
sobre os processos éticos relacionados
à punição de advogados.




Ainda segundo o presidente da
OAB/SP, existem dois advogados
no conselho do Condepe. A escolha
de ambos, no entanto, não foi
realizada por nenhuma comissão
temática, e sim por indicação da
presidência, baseada na relação
acadêmica dos profissionais com
o tema dos direitos humanos.
O deputado Vitor Sapienza
(PPS) pediu que Marcos da
Costa não associe o nome do
ex-vice-presidente do Condepe
à prática dos advogados, como a
mídia fez. “Quando a imprensa
noticia esse erro, a OAB entra
em contato e pede a mudança.
Há uma confusão da figura do
advogado com o bacharel em
direito”, explicou o presidente.
O deputado Coronel Camilo
(PSD) reforçou que o objetivo da
CPI é melhorar o Condepe, sem
afetar sua autonomia para escolha
de dirigentes.
Operação Ethos
Deflagrada em 2015, a Operação
Ethos descobriu atividades entre
advogados e criminosos do PCC
para a formação de uma célula
jurídica a fim de prestar serviços
à organização, além do pagamento
de propinas a agentes públicos
ou integrantes do Condepe.




O deputado e presidente da
CPI Coronel Telhada (PSDB)
fez um paralelo entre a imagem
do Condepe e a da própria
Polícia Militar. “A instituição
sofre com o erro de alguns. Na
PM temos 90 mil homens, e a
organização não pode pagar pelos
erros dos membros”, afirmou.
Além dos citados, estiveram
presentes na reunião os parlamentares
Beth Sahão (PT), Doutor
Ulysses e Roberto Tripoli (ambos
do PV) e Ed Thomas (PSB).



9 comentários:

  1. Piada tipicamente brasileira....quem rir não apaga a luz...Tá difícil trabalhar para um estado leniente ao crime e carcomido pela corrupção....EUA meu projeto em breve....

    ResponderExcluir
  2. Esta OAB tem que ser extinta...Só tem bandido...

    ResponderExcluir
  3. ei e aquela lambança do fantástico no litoral norte será que vai ficar por isso mesmo

    ResponderExcluir
  4. Enquanto isso os advogados presos,na operação Ethos, cumprem penas na PI de Presidente Venceslau,cumprem pena,mas parecem que eles estão tirando férias porque eles acham que não são presos. A comida deles é diferenciada dos demais presos,eles estão na antiga enfermaria da unidade,em celas individuais, tem água gelada todos os dias.Por eles estarem cumprindo penas na enfermaria todo preso que que precisa ser internado vai para a Santa casa local, resumindo os advogados estão na ¨gozolândia¨isto por interferência da OAB e do medo dos diretores da unidade. Os funcionarios reclamam mas a diretoria não dá ouvidos. Caro Jenis, como sempre a patifaria impera no sistema . ABUTRE

    ResponderExcluir
  5. o escritório do crime organizado em São Paulo está no Palácio dos Bandeirantes, TODO MUNDO SABE DISSO !!!

    ResponderExcluir
  6. Direitos humanos? Espera 2019....

    Kkkk

    ResponderExcluir
  7. Este coronel telhada deve estar brincando! Comparar a instituicao policia militar com o condepe é ofender a policia. Realmente algo precisa ser feito urgentemente neste nosso país. Temos que escolher melhor nossos representantes. Infelizmente estas cpis e nada é quase a mesma coisa! emanuel

    ResponderExcluir



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.