quarta-feira, 13 de junho de 2018

Qual sua opinião sobre o SUSP (Sistema Único de Segurança Pública).


Estou me recuperando após a cirurgia, com cicatrizes e hematomas gigantes na cabeça, mas firme e forte e ouvindo de vários amigos que cicatrizes são marcas de vitórias, comecei escrever um texto sobre o SUSP pensando sobre o que influenciaria na nossa classe, mas os remédios não me deixaram uma concentração 100%, como faltam poucos dias para diminuir a dosagem, voltarei mais firme na escrita, diante disso, peço colaboração aos amigos que deixem sua contribuição abaixo em comentários, sobre o que você entende que vá mudar para nós com a sansão do SUSP...

Posto uma matéria do G1 aqui, mas é óbvio que não será baseado em apenas uma matéria do G1 para tomarmos partido ou consciência, é preciso ler e reler a lei que cria a SUSP na íntegra.

Mas acredito que muitos amigos já leram.




Veja matéria do G1.



Temer sanciona lei que cria Sistema Único de Segurança Pública

Temer veta artigo que equiparava trabalho policial dos agentes com policiais, mais uma jogada do governo para abocanhar a grana do fundo penitenciário.



O presidente Michel Temer sancionou nesta segunda-feira (11), em uma cerimônia no Palácio do Planalto, a lei que cria o Sistema Único de Segurança Pública (Susp).

O texto, aprovado pela Câmara e pelo Senado, estabelece diretrizes para a atuação conjunta de diferentes órgãos de segurança federais, estaduais e municipais. Farão parte do sistema, por exemplo, a Polícia Federal e as polícias civis e militares.

Para o presidente, a criação do Susp é um passo "importantíssimo" no combate à violência no país. Ele disse que integração é o principal conceito a ser utilizado pelo Ministério da Segurança Pública, que vai coordenar o programa.

"Hoje damos passo importantíssimo para dar mais tranquilidade ao povo brasileiro. O Susp, eu estou certissimo, que estará logo incorporado no vocabulário do povo", afirmou o presidente.

"Temos de levar adiante a ideia da integração. A questão-chave para criação do Ministério da Segurança é integração", completou ele.

Na solenidade, Temer também assinou uma medida provisória que transfere recursos de loterias para o Ministério da Segurança Pública.


Susp
O objetivo é que o novo sistema padronize os procedimentos no setor de segurança pública. Para isso, os órgãos que fazer parte do sistema deverão compartilhar informações e promover troca de conhecimentos técnicos e científicos.


Principais pontos do sistema:


Operações combinadas, planejadas e desencadeadas em equipe;
estratégias comuns para atuação na prevenção e controle qualificado de infrações penais;
aceitação mútua dos registros de ocorrências e dos procedimentos apuratórios;
compartilhamento de informações;
intercâmbio de conhecimentos técnicos e científicos.



Os registros de ocorrência policial e as investigações também terão que seguir um padrão.


Caberá ao Ministério da Segurança Pública pasta fixar metas anuais, de acordo com a competência de cada órgão, que deverão ser baseadas em indicadores públicos para demonstrar os resultados de forma objetiva.


A nova lei também cria a Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, que estipula princípios para a atuação dos órgãos de segurança, como o uso comedido e proporcional da força.



Por Fernanda Calgaro, G1, Brasília



Nenhum comentário:

Postar um comentário



Seu comentário é bem vindo, porém não será postado caso o moderador entenda que existam ofensas ou que não se aplique ao assunto da postagem.

Identificando-se, sua crítica, favorável ou contrária, terá mais credibilidade e respeitabilidade junto aos leitores.

Comente a postagem, para perguntas ou bate papo com o autor do BLOG,
jenisdeandrade@yahoo.com.br,
Jenis de Andrade no Facebook.